imagem_blog

Os primeiros meses da paternidade costumam ser o período que mais assusta os papais de primeira viagem. As principais inseguranças estão ligadas às suas próprias expectativas em ser bons pais, se saberão o que fazer com o bebê e se conseguirão proteger a família de todos os problemas do mundo. O primeiro passo para enfrentar esses novos desafios é perceber que os medos fazem parte dessa transição e que devem encará-los de forma natural no dia a dia. E nós sabemos que essa é uma missão nada fácil. Afinal de contas, não existe um manual para a paternidade. Da mesma forma que acontece com o vínculo entre mãe e filho, a relação do pequeno com o pai é desenvolvida através dos momentos do dia a dia. As atividades mais simples e cotidianas são as que estabelecem uma proximidade ainda mais forte entre eles. Por isso, o papai deve aproveitar todos os momentos ao lado do seu pequeno e, a partir disso, criar uma relação cheia de confiança e carinho.

Sair sem a mamãe pode ser um desafio

O momento do pai sair com o bebê sem a presença da mãe pode ser realmente desafiador, pois sabemos da sensação de segurança e conforto que a mamãe traz para o bebê. Porém, como já foi mencionado, esses momentos são muito importantes e devem ser vividos ao máximo. A intenção não é dividir a atenção e o carinho do pequeno entre os dois, mas sim, desenvolver essa mesma sensação também na figura paterna. E quanto a isso, não existe receita mágica. O pai deve estar disposto a enfrentar esse desafio, que inclui, passar por situações constrangedoras e maus momentos. Afinal, o que é capaz de nos ensinar mais do que as próprias dificuldades que enfrentamos?  É por isso que o papai não deve se preocupar se a fralda vazar ou se não tiver mais nenhuma troca de roupa disponível na bolsa. Tenha a certeza de que essas situações contribuirão para deixar o vínculo entre pai e filho ainda mais forte.

Mas aonde posso ir com o pequeno?

A nossa dica é aproveitar os momentos e lugares cotidianos, onde o pai consiga incluir a presença do pequeno e tornar esses momentos divertidos. Uma simples ida ao mercado ou à padaria pode ser uma verdadeira aventura e arrancar muitas risadas do seu pequeno. A escolha de locais mais calmos, onde a criança possa correr e se divertir também é uma boa opção. Parques, praças e espaços públicos são alternativas que agradam a todos e que, certamente, farão com que as crianças brinquem bastante. O mais importante, no final de tudo, é fazer com que esses momentos virem parte da rotina. Assim, os pequenos se sentirão mais confiantes e seguros na presença do pai.

Não tenha pressa. Disponibilize o seu tempo.

Sabemos que a rotina de todas as famílias é uma loucura e que encontrar tempo para certas atividades é praticamente impossível, mas a nossa dica é para que os papais não deixem de dedicar um tempo para os seus pequenos. Não é justo deixar apenas com a mãe a tarefa de cuidar, dar amor e carinho às crianças. Por isso, não meça o seu tempo quando o assunto for família. Afinal de contas, você poderá passar esse tempo ao lado do bebê e da sua companheira.

Atualizado em 16/11/2016

Sem comentário