ads_1200x500_06

Durante os três primeiros anos, o cérebro do seu filho passa pela fase de desenvolvimento e amadurecimento que serão determinantes para a sua formação. Por isso, tudo que os pais fazem com os pequenos nesta fase estimula o cérebro deles. Mas engana-se quem pensa que é fácil descobrir o que o seu filho pensa até que ele consiga se comunicar melhor. A dica é observar a forma como ele imita as coisas ao seu redor. Veja também o que você pode fazer para estimular a imaginação das crianças:

Música – insira a música no universo do seu pequeno. Ouça diversos estilos musicais com ele, estimule-o a cantar, dançar e a tocar instrumentos de brinquedo;

Histórias – a arte de contar e inventar histórias faz muito bem às crianças. Conte histórias que você mesma inventou e coloque o seu filho como personagem dela. O tradicional ‘faz-de-conta’ também proporciona muita coisa boa aos pequenos, pois desenvolve habilidades sociais e verbais, além de dar a chance de fazê-lo experimentar diferentes sensações e emoções;

Livros – a leitura de livros é uma incrível maneira de desenvolver a criatividade dos pequenos. Escolha livros coloridos e com desenhos. Aproveite também para conversar com ele sobre a narrativa e os personagens das histórias que leem juntos;

Material – nesta fase, quase tudo se torna instrumento para brincadeiras criativas. Dê prioridade para as coisas simples, pois o principal dessas atividades acontece dentro da cabeça das crianças. Não são necessários objetos e roupas complexos. Normalmente, caixas de papelão, toalhas e brinquedos viram instrumentos nas mãos das crianças;

Televisão limitada – uma dica que vai colaborar para o desenvolvimento da criatividade do seu pequeno é limitar o tempo de assistir televisão. Evite utilizar a televisão como ‘babá eletrônica’ e assista aos programas junto com o seu filho. Os especialistas recomendam que as crianças só vejam televisão após os 2 anos de vida e não mais 15 minutos por vez.

Uma mente imaginativa e ativa ajuda a melhorar o vocabulário da criança, permite que o pequeno aprenda a controlar as situações e estimula o seu pensamento criativo para a solução dos pequenos problemas. Lembre-se que os pequenos não têm noção dos limites das brincadeiras. Por isso, o mais importante é que os pais aproveitem as situações inusitadas que a imaginação dos filhos promove e entrem na brincadeira.

Atualizado em 01/03/2016

Sem comentário