De uma hora para outra, seu filho que era tão tranquilo muda de comportamento, grita, se joga no chão e te faz sentir diferentes emoções como vergonha, raiva e até mesmo uma vontade incontrolável de rir. A birra faz parte do “mundo das crianças” e nem sempre é fácil conviver com ela. Por isso, vamos ajudar você com algumas dicas.

Especialistas afirmam que algumas crianças começam com as birras a partir dos 6 meses de idade. O mais comum é entre os 2 e 4 anos. Isso acontece porque elas testam os limites dos pais e é a forma de reagirem diante de um NÃO. Isso ocorre porque elas ainda não têm maturidade suficiente para lidar com a frustração. Outras vezes, a birra é simplesmente um pedido de ajuda para lidar com um sentimento novo.

Para evitar aquelas birras escandalosas, quando precisar dizer um NÃO, sem magoar a criança, procure mudar de ambiente para distraí-la e na sequência proponha uma brincadeira para mudar o foco. Se vocês estiverem num shopping ou num supermercado e a criança teimar que quer determinado brinquedo ou doce, tente negociar. Diga que está muito caro, que no aniversário ou em alguma outra data ela irá ganhar, ou mesmo, peça para ela escolher algo mais barato. O importante é que tudo seja dito na linguagem que ela entenda. E, claro, sempre converse com a criança baixando até a altura dela.

Infelizmente, não existe uma fórmula infalível. Tudo depende da criança, da idade e da situação. Veja algumas dicas:

• Mantenha a calma. Não esqueça que você serve de modelo para seu filho e quanto mais calmo ficar, mais rápido a situação vai se resolver.
• Não grite.
• Nunca, jamais, bata no seu filho.
• Desvie o foco da criança.
• Quando perceber que ela se acalmou, dê um abraço bem gostoso para mostrar a ela que está tudo bem!

O mais importante é você aprender a dizer não para seu filho. É preciso que ele aprenda, amadureça e perceba que não terá tudo sempre à mão quando pedir. Para isso é necessário que ele entenda a relação entre o que fez e suas consequências.

#Amamente #AsBirrasdasCrianças

Atualizado em 02/03/2017

Sem comentário